Slide site cultural de Feijó

Neto Meireles - Formatação & Crimpagem - CONTATO - 99944-0301

SILVERIO ANTENAS - 99961-7231

SILVERIO ANTENAS - 99961-7231

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Polícia Federal flagra tráfico de cocaína via Correios

280716-policia-policiafederal-cleriston2
Canil do Bope participa de operação
Na tarde desta quarta feira (27), policias federais e policiais do canil do Bope realizaram uma operação em que flagraram o tráfico de cocaína por meio dos Correios. A operação teve o apoio dos seguranças da empresa localizada no Segundo Distrito de Rio Branco.
Dois cachorros do canil do Bope (um doberman e um pastor belga malinois) foram usados nas revistas às caixas. O produto veio de Cruzeiro do Sul e de Brasileia. 
Na caixa, havia 750 gramas de cocaína. O destino da droga seria o estado do Paraná
A operação aconteceu na Central de Distribuição dos Correios. Outras operações continuarão a ser realizadas na parceria da PF com a Polícia Militar do Acre.
agazeta.net

Facebook, Whats e Instagram podem ser bloqueados

Depois de ter R$ 38 milhões de reais de suas contas bloqueados, o Facebook também pode deixar de funcionar no país por um período – tal como seus demais serviços, o WhatsApp e Instagram.
A causa é a mesma do bloqueio do WhatsApp no início do mês: o Facebook ter se recusado a quebrar o sigilo das mensagens trocadas no app e, assim, não colaborado com investigação criminal. Em nota, o MPF/AM (Ministério Público Federal do Amazonas), contou que o valor bloqueado é o resultado das multas diárias de R$ 1 milhão pelo descumprimento da decisão judicial.
“A postura de não atendimento a ordens judiciais claramente se caracteriza como ato atentatório à dignidade da Justiça podendo, além da multa, vir a ser determinada a suspensão dos serviços da empresa no Brasil”, disse em nota o procurador Alexandre Jabur, autor do pedido de bloqueio. “Ao conferir proteção absoluta à intimidade, a empresa ultrapassa o limite do razoável, criando um ambiente propício para a comunicação entre criminosos, favorecendo aqueles que cometem crimes graves, como terrorismo, sequestro, tráfico de drogas”, completou, dizendo que o Facebook mostra desprezo à Justiça brasileira.
O Facebook defendeu-se afirmando que o conteúdo solicitado está sob responsabilidade de operações na Irlanda e Estados Unidos e que, por esse motivo, seria necessária uma cooperação internacional para cumprir a decisão.
O MPF, por sua vez, rebateu afirmando que a decisão está prevista no Marco Civil da internet.

FPM será repassado com cortes para as prefeituras acreanas

As prefeituras brasileiras recebem nesta sexta-feira (29), a terceira parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) do mês vigente. O montante será de R$ 1,75 bilhões, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, o montante é de R$ 2,18 bilhões.
Para o Acre, o repasse será de R$ 11.654.637,35. Valor sofreu um corte de R$ 47.259,81 se comparado o mesmo valor repassado durante o mesmo período do ano passado.
Para os próximos meses, a previsão elaborada pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) é de crescimento de 9,3% em agosto e uma queda de 4,9% em setembro. Isso em relação ao mesmo período de 2015.
ac24horas

Irmãos brigam por causa de Nescau e um sai furado a faca

POLICIAL
O fato aconteceu na noite desta quarta-feira (27) em uma residência da Rua Hildebrando Souza, região do bairro Chico Mendes, em Rio Branco. A vítima, Raimundo Falcão, de 30 anos, foi ferido pela própria irmã com um golpe de faca no abdômen, por causa de um copo de Nescau.
Segundo informações coletada pela polícia, Raimundo havia acabado de chegar do trabalho e preparava um copo de Nescau para ser alimentar, quando a irmã, uma jovem de 15 anos, pediu que repartisse o achocolatado. Tendo seu pedido negado, ela o agrediu com um tapa no rosto e ambos foram as vias de fato. A irmã se apossou de uma faca de mesa, e lhe desferiu um golpe na altura do abdômen.
Uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de UrgÊncia (SAMU) foi acionada e conduziu a vítima ao Pronto Socorro, consciente, e sem riscos de morte.
Militares também se fizeram presentes no local e encaminharam a menor apreendida ao Departamento de Proteção a Criança e ao Adolescente (DEPCA)
oriobranco.net

Semiaberto mal sai da papudinha e é assassinado na BR-364

POLICIAL
Um homicídio foi registrado nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (28) em frente ao Hospital das Clínicas na BR-364, em Rio Branco. A vítima, Deusivan Alves, de 26 anos, presidiário em regime semi-aberto, foi alvejado a tiros logo após sair da Unidade Prisional UP-04, conhecida como Papudinha.
De acordo com o que foi coletado pela polícia no local, o crime aconteceu por volta das 6h. Deusivan retornava para casa a pé quando foi abordado por dois homens em uma motociclieta e o garupa efetuou os disparos. Testemunhas afirmam que mesmo ferido, ele ainda andou por alguns metros até cair no meio da rua, aparentemente sem vida.
O local foi isolado pela Polícia Militar até a chegada do Instituto Médico Legal (IML) . Em seguida os policiais saíram em busca dos suspeitos.
Até a publicação desta matéria, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na Quarta Regional de Polícia Civil.
oriobranco.net

Colonia de Pescadores de Feijó Realizam Manejo do Pirarucu

Pescadores pescam o maior pirarucu, após o processo de manejo. Com 2,074cm, e 204 quilos,  o pirarucu torna-se o maior peixe já pescado em Feijó  
De acordo com Edvilson Cardoso este ano vai haver duas etapas de manejo do pirarucu nos lagos de Feijó e nesta primeira etapa de manejo foram capturados quatorze pirarucus que equivale 784 quilos do peixe e o mesmo está sendo vendido a R$ 22,00 o quilo na colonia dos pescadores. 
Este e neste primeiro manejo os pescadores pescaram o maior pirarucu já pescado em Feijó, o mesmo tinha 2, 074cm e pesou 204 quilos. 
Está mais uma parceria da wwf, colonia dos pescadores, seaprof e ufac.   

Mulher morre 10 dias após dar à luz; marido acusa maternidade de negligência durante o parto

Em vídeo, Airton revela os problemas nos procedimentos na maternidade que ocasionaram a morte de sua esposa
Ao que tudo indica, os problemas de atendimento e procedimentos médicos registrados na Maternidade Barbara Heliodora continuam. A jovem Maria Renata Queiroz, de 28 anos, que deu à luz a cerca de 10 dias, foi a óbito na madrugada de sábado (23), depois de voltar à maternidade e ser encaminha às pressas ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco com problemas decorrentes do parto.
Segundo Airton Silva Leitão, que era esposo de Maria, todo o procedimento até a chegada a maternidade foi normal, no entanto, começaram a aparecer problemas no curativo da cesariana logo após a mulher receber alta médica. “Durante o dia que chegou em casa até voltar à maternidade, ela estava sentido dores muito fortes e na última sexta estava sangrando muito, foi então que a levamos à maternidade. Chegando lá, tivemos informações de que tinha ‘resto de parto’ dentro dela”, disse Airton.
A jovem faleceu depois que médicos da maternidade encaminhara-a para o Pronto Socorro (PS) de Rio Branco em estado grave. “Ela estava muito debilitada e não resistiu. Os médicos do PS disseram que não daria para fazer a ‘curetagem’, pois o útero de Maria tinha sido deslocado e existia muito sangramento”, explicou Isamaira Lima, irmã de Maria Renata.
Maria Renata deixou o esposo, duas filhas, uma de três anos e outra de seis, e agora o filho recém-nascido, com apenas 12 dias de vida. O que acabou sendo um pesadelo para Airton, pai das crianças, que não pode trabalhar, pois tem que ficar cuidando das crianças.
Para Airton, o descaso na Saúde pública do Acre e a falta de pessoas preparadas para realizar os procedimentos de forma adequada e atender dignamente os pacientes na maternidade acabam levando bebês e mães à morte. “Isso revolta nossas famílias e as deixam órfãs. Minha esposa foi vítima e muitas podem ser caso providências urgentes não sejam tomadas”, argumentou o viúvo.
Ainda de acordo com a irmã de Renata, a cesariana teria sido realizada por um estagiário sem o acompanhamento de um médico. “Dois médicos ficaram brigando para quem teria a responsabilidade de fazer a operação na minha irmã e acabou que o procedimento foi realizado por um estagiário”, afirmou Isamaira Lima.
Em vídeo exclusivo da reportagem da ContilNet, Airton revela os problemas nos procedimento na maternidade que ocasionaram a morte de sua esposa.
contilnet

Após 63 anos juntos, casal de idosos morre no mesmo dia

Delinda e Fernando tiveram dez filhos (Foto: Arquivo Pessoal/Greysian Biz)
Delinda e Fernando tiveram dez filhos (Foto: Arquivo Pessoal/Greysian Biz)
“Onde tá a mãe?”, perguntou Fernando Biz a uma das filhas logo no amanhecer da última terça (19), ao dar pela falta da mulher, Delinda, sua companheira dos últimos 63 anos na casa que dividiam em Araranguá, no Sul de Santa Catarina.
Aos 82 anos, com Alzheimer e marca-passo, Fernando foi poupado de saber que a mulher havia sido internada na noite anterior, após sentir dores no peito. “A mãe foi tomar umas vitaminas, pode dormir descansado, que daqui a pouco ela tá boa”, disseram. Fernando tomou café, pediu uma blusa e voltou para a cama.
Pouco depois das 7h, a filha foi até a cama levar os remédios, mas Fernando já não vivia mais. Seis horas mais tarde, chegava do hospital a notícia: Delinda Biz, 86 anos, também havia morrido.
Um não soube do outro
Já com a saúde debilitada, os dois há alguns anos viviam sob os cuidados de uma filha. A notícia da morte do casal, no mesmo dia, sem que um soubesse do outro, foi um baque para a família – são dez filhos, 23 netos, 17 bisnetos e uma tataraneta. Mesmo para quem já havia presenciado a avó dizer, mais de uma vez, que eles iriam “embora juntos”.

Ela [Delinda] dizia: ‘nós estamos bons agora, mas vamos embora juntinhos”
Greysian Biz, neta
“Nos últimos meses a gente chegava e dizia: mas que ‘nona’ forte! E ela dizia: ‘nós estamos bons agora, mas vamos embora juntinhos”, conta uma das netas do casal, a gerente de franquias Greysian Biz, de 37 anos. “Ela era muito sensata, sensitiva, via as coisas de longe.”
Festa da igreja
Rose Biz, filha do casal, conta que eles se conheceram na roça, em uma festa da igreja que frequentavam. “O pai casou com 19 anos. Era um homem de antigamente, como se diz, um pouco fechado e sisudo. Aprendeu a ser assim. Mas era carinhoso e amável”, recorda.

De dona Delinda, Rose diz ter ficado com o exemplo da humildade e do amor. “Ela não suportava ver ninguém na família de cara virada. Sempre muito positiva, podia sentir a mais forte dor e não reclamava”, conta.
“Sempre faziam tudo juntos, se a nona saía de perto ele já perguntava onde ela estava, era um cuidado muito grande”, lembra a neta.
Para a Greysian, a perda repentina dos dois avós foi triste, mas a família se apoia agora nas lembranças. “A gente não vai ter o nono pra jogar partidas dominó e canastra, que ele gostava, sentadinho com as mãos na cadeira, mexendo os dedos pra frente pra trás. A gente chegava a qualquer hora na casa deles e tinha pão com doce de leite que ela fazia, bolo de chuva, cuca. Ninguém vai fazer igual”, diz Greysian.
Não esqueceu da nona
Nos últimos tempos, mesmo com os problemas de saúde, conta a neta, o agricultor aposentado e a dona de casa ainda mantinham o carinho que os uniu durante tanto tempo. Às vezes, a neta chegava e ele demorava um tempo para reconhecer seu nome e seu rosto. “Mas a minha nona em momento algum ele esqueceu. Ele podia esquecer de qualquer pessoa, menos dela.”

O casal foi velado na mesma capela. “Apesar de tudo, estamos todos muito tranquilos por terem feito a passagem juntos.”
Fonte: G1